Da ficção à vida real: viagens inspiradoras

A @Momondo perguntou aos seus embaixadores que obra de ficção nos inspirou a visitar um destino em particular. E deixou-me a pensar…

E lembrei-me logo de Londres e dos cenários ligados ao James Bond, o famoso agente secreto 007. Aquela metrópole é qualquer coisa de extraordinário, até porque os londrinos conseguem preservar bem os detalhes da sua história. Ou terá sido ao contrário? Os filmes é que retrataram bem os detalhes históricos da cidade de Londres!?

Anyway, o que interessa é que entramos em Londres e os cenários vêem-nos logo cabeça. As referências visuais são imensas, se não vejamos:

  • Os taxis pretos modelo Austin FX4 estão por todo o lado
  • O Rio Tamisa foi palco de imensos combates e duelos e é o veio central da cidade, com imensas atrações na sua orla. Principalmente quando passavam em frente à roda gigante (London eye)
  • A sede do MI6 é junto ao rio Tamisa
  • Westminster e a Downing street ficam pertísssimo uma da outra e relembram-nos os meetings entre o agente secreto no inicio dos filmes.
  • A igreja de S. Paul também apareceu recentemente no filme intrepretado por Daniel Creg.
  • Buckingham Palace ainda é morada da rainha Isabel II. À porta ainda encontramos a guarda real que tantas vezes aparece nas películas.

A lista é infidável. Mas lembro-me que quando voei para Londres, senti-me logo em casa. Era como se já lá tivesse estado. É uma cidade que dá vontade de conhecer em busca de todas as referências visuais e históricas. E os voos são mesmo baratos!

Vê os meus dois artigos sobre Londres e Londres Clássica.

 

#owtravelers #admomondo

Ofertas de Viagens na Momondo

Olá,

Nas stories do Instagram tenho vindo a partilhar alguns preços incriveis a partir de 39€, que estão no site da @Momondo.

Nesse link tens o acesso directo a todas as ofertas de voos (ida e volta) a partir dos aeroportos de Lisboa e Porto. Se não vejamos:

Por exemplo do Porto:

Madrid 33€ (ida e volta)

Londres 48€ (ida e volta)

Barcelona 41€ (ida e volta)

Dublin 69€ (ida e volta)

Paris 65€ (ida e volta)

Nova Iorque 290€ (ida e volta)

Milão 52€ (ida e volta)

Banguecoque 559€ (ida e volta)

Miami 407€ (ida e volta)

 

Apenas tens de seleccionar as datas sugeridas! O mesmo acontece para voos a partir de Lisboa!

E para terminar, nessa mesma página tens mais dicas para encontrares voos baratos!

 

Clica no link e começa já a planear a tua próxima ida (e vinda!!)

Boas viagens!

 

#owtravelers #admomondo

 

 

Outras coisas que vais adorar em Londres

A grande vantagem de ir a Londres é a sua vida vibrante. Por um lado, abrimos o mapa, começamos a estudar a cidade e os sítios obrigatórios não param de aparecer. Para além disso é uma cidade simples, sem complicações. Apanhas o metro e vais para onde queres. É impossível não ficar pasmado com o movimento em Oxford Street, a tranquilidade de Notting Hill e a diversidade do Borought Market!

O outro post sobre Londres, focava uma visita mais “tradicional” à cidade, como que a visita a downtown. Mas ficava uma imensidão de pontos de interesse por ver. Por isso, vem daí porque há muito mais para conhecer.

Madame Tussauds

O museu da cera mais famoso. Pensava que ia encontrar apenas estátuas de estrelas e famosos, mas há muito mais. Claro que é super divertido tirar uma selfies, por entre salas e estúdios decorados a rigor. Mas a viagem ao museu não termina aqui. À tua espera tens ainda um circuito sobre rails que conta a história de Londres e Inglaterra e no fim, um filme em 4D, numa mega sala preparada para o efeito. O preço pode parecer caro, mas para quem estiver interessado em fazer o London Eye, pode juntar as duas e obtém um desconto.

Picadilly Circus e a loja dos M&M’s

Picadilly é uma praça no centro de Londres. No fundo, une uma grande zona comercial, Oxford Street e downtown. É conhecida pela esquina de outdoors led com marcas conhecidas como a Coca-Cola, TDK, Sanyo, etc. Na praça existe uma estátua com uma figura simbólica de Eros.

Ali perto podes visitar a loja da M&M’s, que com 3 andares faz as delícias de miúdos e graúdos. Para além dos brinquedos, existem M&M de todas as cores e recheios, para poderes fazer o teu próprio saco de gulodices. O cheiro a chocolate é intenso na loja – M&M’s World!

dsc02543dsc02550DSCF1294.JPG

British Museum

Falamos de mais um museu. Por fora, a arquitectura é robusta. Por dentro, estão presentes relíquias da civilização, organizadas nas várias salas laterais, com as diferentes secções. O museu apresenta a maior colectânea de arte e cultura que existe (de todos os continentes e épocas, até aos dias de hoje). As imagens que ilustravam os nossos livros de história, tornam-se aqui realidade. Civilizações inalcançáveis ficam à distância de um palmo como os egípcios e os romanos. Artefactos com milhares de anos, estão ali, dia após dia, contemplados por milhares de pessoas que os visitam todos os dias, relembrando o caminho que percorremos até ao presente.

dsc02554dsc02555dsc02561

Mercados de Londres

Para aproveitar o romantismo de Londres, nada melhor que uma ida a Convent Garden. É o local ideal para um passeio e aproveitar as várias feiras que aí se realizam. O lugar é encantador. Aqui já não encontramos prédios altos, mas uma vizinhança encantadora e requintada. Para além das feiras, temos também artistas de rua que juntam centenas de pessoas. Para jantar, e a três quarteirões de distância encontramos um pizzaria fantástica, em Neal’s Yard – HomeSlice Pizza. Estava bastante cheio e as pizzas em forno de lenha, deliciosas!

dscf1288dscf1290dscf1291

dsc02592dsc02595dsc02596

Outro mercado que visitámos foi o Borought Market. Não fosse o facto de estarmos no centro de Londres e não imaginaríamos que se poderia encontrar um mercado tão acolhedor e típico como este. As lojinhas, bancas coloridas e produtos típicos fazem com que deambulássemos por aqui durante algum tempo. Almoçámos no Brood Café.

dscf1415dscf1420dscf1421dscf1426dscf1427dscf1430dscf1433

Camdem Town

Camdem reúne uma comunidade importante de portugueses. Não é por acaso que acabámos por nos deliciar com um pastel de nata na roulotte “Nata 28”, junto a Camdem Lock, uma galeria comercial de craft’s. Camdem é conhecida pela arquitectura das fachadas da rua principal – Camdem High Street. Aviões, sapatilhas gigantes, tudo é utilizado para sobressair dos prédios, outrora sem graça.

Mesmo junto à estação deste bairro, existem as antigas cavalariças de Londres que foram reaproveitadas para uma feira gigante. Muitas das referências aos cavalos foram deixadas, sendo que as centenas de estábulos são agora lojas de comerciantes, num interminável labirinto.

dscf1461dscf1463dscf1466dscf1470dscf1471dscf1473dscf1474dscf1476dscf1477dscf1478dscf1483

Notting Hill e o Fish & Ships

Cenário da célebre representação entre Hugh Grant e Julia Roberts, visitámos o bairro num sábado de manhã. Em vez da tranquilidade transmitida pelo filme, encontrámos um bairro cheio de bancas e um alarido típico de uma feira – Feira de velharias de Notting Hill. Por um lado, conseguimos absorver o quotidiano inglês, com as ruas agitadas e uma multidão a andar para trás e para a frente. Por outro lado, deixou de haver o espaço para apreciar o bairro.

Foi em Notting Hill que provámos o tradicional Fish and Ships, na Fish House. Muito bom! Por entre as várias escolhas possíveis de peixe, seleccionámos o bacalhau fresco. Vinha acompanhado com batatas fritas e por um molho vinagrete do outro mundo! A cidra também estava maravilhosa. De barriga cheia fizemos então a Portobello Street até encontrar a Notting Hill Bookshop, a livraria do famoso filme.

dscf1494dscf1498dscf1499dscf1500dscf1502

Knightsbridge e Harrods

Knightsbridge é uma zona luxuosa. Aqui vês grandes carros, coisas simples a preços extraordinários e os ricalhaços do Londres. Perto também existe o Hyde Park, o museu de Victoria e Albert e os Armazéns Harrods. Andar por aqui a pé é seguro, tal como acontece com toda a cidade. Para quem gosta de viajar para fazer compras, os armazéns são um sítio imperdível. Tem imensos departamentos, entre os quais o de tecnologia, onde encontrámos os gadgets mais recentes. Mas os armazéns são têm surpresas intermináveis. É mesmo um sítio a visitar para gastar uns trocos.

Oxford Street

É a rua de Londres mais conhecida pelo seu comércio. É impressionante atravessar esta rua ao fim do dia e ver milhares de pessoas a pé de um lado para o outro. Uns passam a correr desenfreados em direcção ao metro. Outros passeiam pelas montras. Outros ainda saem das lojas depois de largar mais uma libras. A rua é enorme, tem quatro paragens de metro e as lojas vão-se repetindo de quarteirão em quarteirão, demonstrando o poder de compra que por aqui existe. Algures a meio estão os armazéns Selfridges.

Passeio à noite por Victoria Embankement

Para terminar escolhi um lugar pouco previsível. Um passeio a pé por Victoria Enbankement, desde a estação de Enbankement até à estação de Westminster. Num dos dias à noite, acabou por calhar fazer este percurso. Estávamos por ali perto e fomos caminhando. A noite estava agradável e pareceu seguro ir por ali. Foi bom ver alguns dos edifícios com as luzes artificiais, contrariados pelo escuro da noite.

dscf1300dscf1303dscf1304dscf1308dscf1309dscf1313dscf1314

Londres Clássica

Londres é uma experiência fantástica! Neste post sobre Londres dei especial atenção a uma visita mais “clássica” de Londres, e de algumas atracções que se usufruem através do London Pass. Isto porque existe sempre a dúvida se devemos ou não comprar o pass. Hoje em dia, muitas cidades oferecem este tipo de serviço aos turistas, embora nem todas as atracções de referência estejam incluídas.

Para quem está indeciso entre comprar ou não este bilhete, as contas são simples. Se o comprares, deves focar as tuas visitas apenas no que o bilhete te oferece, ou seja as atracções em que existem parcerias. E para facilitar, adicionas o Oyster card que te dá mobilidade pela cidade (não te esqueças de incluir a zona até ao teu hotel, dependendo em que zona fica). Depois de o comprares antecipadamente, recebes em casa o guia do que podes visitar, vales, mapas e tudo o que é necessário para planeares a viagem. O site do London Pass ajuda-te a esclareceres todas as dúvidas.

No entanto, Londres tem tanto que ver. Sempre que se visitar, de certeza que vai haver algo de novo. É impossível não desviar e visitar algo “logo ali ao lado”.

Museu de história Natural

Imponente por fora, delicado por dentro. O seu hall é icónico pelo esqueleto de um T-rex e pela multidão que se aglomera à sua volta. Neste museu podem-se perder vários dias, vasculhando todos os recantos. O ideal é seleccionar as zonas que pretendemos ver. A entrada é grátis.

mapa-l

Museu da Ciência

Este situa-se logo ao lado do museu de História Natural. Aqui podemos ver a história e evolução da ciência até aos nossos dias. Tal como o Museu de história Natural está dividido por zonas, mas não é tão grande, o que te permite uma visita geral em cerca de duas horas. Vale a pena para os amantes das ciências –and I love it!


De Trafalgar Square até Westminster Abbey

É um percurso de cerca de vinte minutos. A praça tem uma fonte e uma homenagem à vitória da marinha britânica sobre Napoleão, no início do século XIX. Seguindo pela Whitehall, vão surgindo inúmeros edifícios de interesse histórico, como o Household Calvary Museum, Banqueting House, Ministérios da Saúde e Defesa Britânicos, Churchill War Rooms. No entanto, o mais “importante” é o acesso ao nº10 de Downing Street, a casa do primeiro ministro Inglês. No fim desta avenida encontramos uma estátua em homenagem a Winston Churchill no meio de uns jardins verdes e do “caótico” transito de Londres. Também se observam outros monumentos imponentes, como o relógio Big Ben do Palácio de Westminster, Abadia de Westminster. Numa das manhãs frias em que lá estive, encontrei uma café expresso à nossa moda, mesmo ao lado da saída da estação de metro de Westminster, em frente ao Big Ben – Precious!

Aqui podem aproveitar também para tirar algumas fotos. Algo que vale mesmo a pena visitar é a Abadia de Westminster, túmulo de incontáveis personalidades britânicas. Parecem todas colocadas a monte, numa desorganização controlada.
dsc02470dsc02473dsc02476dsc02477dsc02480dsc02481dsc02483dsc02492dsc02496dsc02515
Buckingham Palace e a troca da guarda real

A troca da guarda real é um evento que atraí milhares de turistas. O melhor é chegar pelo menos trinta minutos antes para poder escolher um lugar razoável. Podes consultar os horários no site próprio. Existe um evento preliminar junto ao Museus da Guarda, uma centena de metros antes do palácio na Birdcage Walk. Aqui é possível ver o protocolo um pouco mais tranquilamente. No entanto, o auge é em frente ao Palácio de Buckingham, onde habita a família real inglesa. Tivemos sorte de ficar junto ao Memorial a Victoria, numa escadaria mais elevada. O céu abriu um pouco,o que deu um aconchego extra a ver a passagem da guarda.

Também podes aproveitar para passear pelos jardins na proximidade. O Londrinos aproveitam o sol, e vêm logo para os jardins passear.

dsc02516dsc02518dsc02521dsc02529dsc02533dsc02540dsc02542

Rio Tamisa

Este passeio está incluído no London Pass. É perfeito para uma deslocação na cidade, aproveitando para perceber como a cidade está construída em volta do Rio Tamisa. Optámos por sair do Pier de Westminster e sair em frente à London Tower. Pelo caminho um guia vai falando sobre as pontes e edifícios que vão compondo as margens.

dscf1316dscf1329dscf1346dscf1348dscf1356dscf1362

Torre de Londres e Tower Bridge

Estes dois emblemáticos monumentos contam também um pouco da história de Londres e do país. Na Torre de Londres, aqui e ali, surgem figurinos que nos presenteiam com uma peça de teatro, ilustrando episódios antepassados. Existem assim alguns incontornáveis como as jóias da coroa britânica, visita à White Tower e ao palácio Medieval. O próprio site faz um plano conforme se tenha 1, 2 ou 3 horas disponíveis a para visita. Mas o espaço é riquíssimo e vale mesmo a pena visitar com calma, pelas ameias, e ir descobrindo o edifício.

Logo ali ao lado, a Tower Bridge cruza-se com o Tamisa. Muitos não têm oportunidade de ver a ponte a abrir, um dos principais atractivos da mesma. No entanto, por dentro é possível ver os mecanismos e a história da mesma. Subindo e descendo às torres, atravessando a plataforma superior, esta ponte, única, é um excelente lugar para ser londrino.

dscf1369dscf1376dscf1377dscf1379dscf1382dscf1383dscf1385dscf1391dscf1393dscf1398dscf1402

Catedral de S. Paulo

Imponente por fora, linda por dentro. Para aproveitar uma visita gratuita, deve-se ir  a uma hora em que haja missa. Tem a segunda maior cúpula do mundo.

dscf1435

Este post foi dedicado a uma cidade de Londres mais antiga, com monumentos históricos e seculares da capital Inglesa. Enjoy it!