Ofertas de escapadinhas urbanas na Europa

O Verão acabou, mas isso não quer dizer que tenhas de ficar em casa! O segredo para viajar mais está no planeamento. Quanto mais cedo decidires o destino, mais baratos podes encontrar os voos!

As companhias aéreas estão a oferecer voos mais baixos para os meses que se avizinham! A @momondo tem uma página de ofertas, sabias? Uma página que é actualizada todos os dias com os preços mais baixos para alguns destinos e onde podes encontrar algumas dessas oportunidades.

São voos para a Europa desde 26€. Até tem oportunidades para destinos de sonho a preços muito convidativos.

IGTV – Video sobre as ofertas do dia.

 

Obrigado

#admomondo #owtravelers

Serra da Freita – Descobrir e explorar!

A @Momondo desafiou-me a partilhar um destino alternativo da minha região. Um local onde é possível descansar uns dias, com boas comodidades e longe dos atropelos turísticos.

Sim, é ótimo viajar, mas às vezes vemo-nos rodeados de tanta gente que nem conseguimos desfrutar do local. Depois de picar o ponto, só dá mesmo vontade de desaparecer. É cada vez mais importante termos locais “só” nossos.

Um desses que prometi explorar melhor é a Serra da Freita. Algum tempo depois de terem sido inaugurados os Passadiços do Paiva, passeei por aí e achei que era quase inexplorada. Na zona mais alta existe menos mato e é possível vislumbrar as montanhas e os vales da Serra. Paisagens maravilhosas que nos tranquilizam e nos deixam em paz. Fico sempre com a sensação que temos receio de conhecer e divulgar locais que não são o mainstream do turismo. Existem imensos lugares, de valor cultural e paisagístico, que não merecem a devida atenção.

Eu adoro este tipo de locais. É possível ouvir a Natureza e focarmo-nos noutros problemas como a lente a utilizar, velocidade de obturação ou melhor pose para a foto. A riqueza gastronómica deste local também é fantástica.

Tantas vezes abrimos as redes sociais e vemos os nossos amigos a viajar para montes de sitíos. E assim menosprezamos oásis aqui mais perto! Nunca pensaste nisso?

Assim, a não perder na Serra da Freita:

– Geopark de Arouca;

– Mosteiro de Arouca;

– Passadiços do Paiva;

– Carne da raça Arouquense;

– Doces conventuais;

– Aventura (rafting e canoagem no rio Paiva);

Estes são apenas alguns exemplos

Dá aqui umas vista de olhos nos hotéis das proximidades. Existem preços muito apelativos para uma escapadela! Link aqui

Lembrei-me que tinha feito um video dos Passadiços do Paiva, quando comprei o drone. Vou voltar a deixar aqui o link

 

arouca, geopark, travelblog, momondo, passadiços do paiva, escapadinha, joao tiago oliveira

arouca, geopark, travelblog, momondo, passadiços do paiva, escapadinha, joao tiago oliveira

arouca, geopark, travelblog, momondo, passadiços do paiva, escapadinha, joao tiago oliveira

arouca, geopark, travelblog, momondo, passadiços do paiva, escapadinha, joao tiago oliveira

#owtravelers #admomondo

 

Douro, um destino internacional

Existem convites que não podemos rejeitar.  Visitar o Douro é um deles!

Há uns anos atrás era bem mais difícil chegar aqui mas com o recente apetrechamento  de infraestruturas do interior, este cada vez se aproxima mais do litoral. Património Mundial pela UNESCO e primeira região de vinhos demarcada do Mundo, o Alto Douro vinhateiro é uma região que já se afirmou também como zona turística. Desde a degustação de pratos regionais, prova de vinhos, alojamento turístico, pesca, caça e “tours” organizados, aqui não falta nada para uma boa semana de férias. Nós fomos testar isso mesmo com a DouroVou e o José Alberto, que nos levou ao alguns dos lugares mais mágicos desta região.
DCIM100MEDIADJI_0002.JPGDCIM101MEDIADJI_0019.JPGDCIM101MEDIADJI_0026.JPGDCIM101MEDIADJI_0030.JPG
Saindo do cais de Ferradosa (sim, porque não fomos de carro mas de iate) dirigimo-nos até à barragem da Valeira para apreciar as fragas do Douro. Esses muros de rocha que aconchegam o rio Douro, actor principal de um elenco composto também pelo coro de vinhas e vida animal da região, reduzem-nos à nossa mínima existência, pelo pequeno que somos, em idade e tamanho. O calor atípico deste Outubro transportava-nos também, para o que terá sido a brasa deste verão por ali. Atracando junto à margem ou numa praia fluvial e bem poderíamos, complementar esta volta de barco, com um mergulho ou um simples molhar de pés para refrescar.
DSC09445DSC09477
Depois das fragas voltámos Douro acima, ultrapassados com alguma frequência com os cruzeiros que vêm do Porto carregados de turistas, ansiosos, como nós, para conhecer e visitar algo mais.
À medida que avançamos vamos descobrindo as quintas onde nascem as uvas e que dão origem a um dos vinhos mais conhecidos do Mundo, o Vinho do Porto. Exemplo disso, é a quinta das Vargellas (Taylors). O José vai-nos explicando algumas histórias do Douro, intimamente ligadas às poderosas famílias que socalcaram esta região. Ele próprio tem uma relação sentimental e familiar com a região, o que nos ajuda a compreender melhor todos os pormenores. Vemos ainda a Fraga amarela, a quinta do Vesúvio e a majestosa “casa” onde viveu Antónia Ferreira.
DSC09467
O rio parece um espelho. Com o passar do tempo, o apetite vai crescendo e aproxima-se a hora de almoço. Logo a seguir, paramos num cais por baixo de uma linha de comboios (Ribeira de Murça) e saímos do barco. Como que estranhando o solo rijo e poeirento, subimos um pouco até alcançarmos o restaurante “Preguiça“. É uma petisqueira e o menu é delicioso. Podes experimentar a sopa de peixe, o peixe frito e entrecosto grelhado. Os preços não são nada puxados, e com vontade, fica-se ali uma tarde a comer mais coisas boas.
DSC09498DSC09519DSC09539

Para quem tiver mais tempo disponível, a DouroVou disponibiliza ainda mais “tours”. Podes ainda ir mais além até Barca de Alva, junto à fronteira com Espanha ou descer o Douro. até ao Rio Tua, sempre com este tipo de paragens gastronómicas.

DSC09567DSC09571DSC09593DSC09616DSC09634IMG_14102017_183318
Nós optámos por descansar junto aos Bungalows, com a piscina e o Douro aos nossos pés, aproveitando o pôr do sol precoce do Outono. Ao jantar, aconselho o restaurante Cantiflas e uma boa posta à mirandesa.
Uma viagem que fica na memória.
IMG_14102017_163450

Viagem do Porto até Ferradosa: 20€
Aluguer do bungalow ou no iate para dormir: desde 80€
Tour de iate: desde 45€ por pessoa
Almoço no Preguiça: 22€ para duas pessoas
Jantar no Cantiflas: 30€ para duas pessoas

Fim de semana no Vila Galé Ericeira

DSC00253

Convido-vos a passarem um fim de semana às portas de Lisboa. Especialmente bem alojados no Vila Galé Ericeira, um hotel fenomenal pousado à beira mar.

Do Porto demoramos cerca de três horas a chegar à Ericeira. É uma boa viagem para se fazer pela manhã. Eventualmente podemos parar em Aveiro para um café e um ovo mole.

Chegando à Ericeira sente-se logo o ambiente surfista da vila. As casas caiadas de branco, o céu azul e algumas pranchas pousadas à beira dos muros, empurram-nos para o mar, procurando os surfistas que já andam por lá.

DSC00234DSC00244

O Hotel Vila Galé fica protegido por um pedaço de terra que entra pelo mar. Protegido pelas marés e dos ventos, proporciona uma excelente vista da Praia do Sul. Esta, sendo um pouco rochosa, esconde lagoas e recantos que é possível descobrir num dia solarengo.

À tarde, quando o sol já bate forte, sabe bem ficar pelas piscinas do Hotel, a beber um refresco e a comer uns petiscos, na expectativa de ver o pôr do Sol. O spa também é por ali perto, e podemos desfrutar das instalações junto às piscinas.

DSC00250DSC00261DSC00266DSC00267DSC00277

Depois de jantar, aventuramo-nos no bar. Com uma noite agradável é possível vir cá fora e ouvir as ondas do mar, que passam ali mesmo.

DSC00283.jpg

Despertando, cresce a ansiedade do pequeno almoço. É excelente levantar e acolher logo pela manhã o mar ali tão perto. Aqui apercebemo-nos de todo o esplendor do posicionamento do hotel. Parecemos estar dentro do mar. O Sol, que se vai levantando, vai invadindo as brumas da noite, ainda envoltas na névoa matinal. Uma paisagem inspiradora para quem procura um pouco de descanso e vistas desafogadas.

DSC00288DSC00290DSC00291DSC00293DSC00297DSC00298DSC00310

Outras facilidades do Hotel Vila Galé Ericeira

  • um restaurante
  • dois bares
  • salas para eventos e reuniões empresariais
  • clube de crianças e parque infantil
  • clube de saúde com salas de massagens, jacuzzi, sauna, banho turco
  • ginásio

Escapadela no Palácio da Pena

Este é um daqueles locais onde já tinha desejado estar, talvez picado pelas leituras da minha infância, onde a história puxava para estes cenários românticos. Numa ida a Lisboa, aproveitei por planear visitar o Palácio da Pena e a vila de Sintra. Alinharam-se os astros para um um dia lindíssimo e um sol quente de Outono.

dsc02856dsc02855dsc02841dsc02838dsc02837

O Palácio da Pena, tal como o conhecemos hoje, é símbolo do Romantismo (expressão artística do século XIX). Já foi uma capela, um mosteiro e residência de famílias reais. Hoje é um dos museus mais visitados de Portugal, com cerca de  700 000 visitantes por ano. Edificado no topo da serra de Sintra, a seus pés espraia-se a vila com o mesmo nome – Sintra. Num dia limpo, conseguimos ver Lisboa e toda a costa portuguesa ali perto. A toda a volta, desenha-se uma grande planície, como que destacando o próprio palácio na paisagem.

No museu podemos observar a decoração de vários espaços (Salão Nobre, Sala dos Veados, Sala Árabe, gabinetes, claustros….), pinturas, esculturas e, dada a riqueza dos objectos que ainda aí permanecem, imaginamos ainda o quotidiano do palácio, em outras épocas.

dsc02839dsc02841dsc02844

Depois de um passeio pelos jardins, nada melhor que uma descida à vila de Sintra. Acabamos por almoçar numa churrasqueira típica – Somos um Regalo, uns maravilhosos frangos de churrasco. Para sobremesa, demos um salto ainda a uma pastelaria conhecida na zona pelos doces típicos – Casa do Preto. Aproveita e delicia-te com os travesseiros de Sintra.

Saciados, arrancámos para um fim de tarde no ponto mais a Oeste do continente Europeu – Cabo da Roca e no Guincho.

dsc02873dsc02866dsc02858dsc02857

Dicas:

  • A fila para a aquisição do bilhete para o Palácio da Pena pode, por vezes exceder os limites da paciência. No entanto, acabei por comprar online, no site oficial, no próprio local e com desconto.
  • Bilhete adulto para o palácio e parque – 11,50€
  • Ao domingo, a visita ao palácio é grátis para residentes do município