Algarve, 4 coisas imperdíveis

Ainda não tinha escrito sobre a ida ao Algarve, no Verão passado. Com esta chuva e o frio do Inverno, sabe bem lembrar o tempo quente e a água transparente do sul de Portugal. É óptimo viajar para um destino quente a meio do nosso Inverno. Como este ano ainda não tive planos para tal, vamos com o meu blog. Faz um chá, cobre os joelhos com uma manta e vem daí.

O Algarve é uma zona de eleição para férias. Tem tudo o que precisamos para passar uns dias, fora do rebuliço do dia a dia do trabalho. Durante muitos anos passei temporadas de férias no Algarve e é uma zona que conheço bem. Desde as praias, aos parques de diversão, os restaurantes, o tempo. É decididamente uma zona que tens de explorar.

O Algarve divide-se em “dois”. O barlavento e o sotavento. Chama-se assim por causa das direcções dos ventos. De qualquer das formas, em termos paisagísticos, as praias são também diferentes. Por exemplo, a Barlavento (de Sagres até Albufeira) tem praias encaixadas em falésias, com muitas formações rochosas. O Sotavento, pelo contrário tem praias com areia mais fina.

Então, se fores ao Barlavento há coisas que tens que visitar. Não fiques a semana toda na mesma praia e aproveita para conhecer o Algarve. Aqui estão quatro alternativas.

1º – Praias escondidas

No Algarve não falta alojamento. Nós optámos por ficar em Portimão. Daqui, e de carro planeámos conhecer as mais famosas praias desta zona. No caminho, junto às estradas encontrámos figueiras que nos ofereciam deliciosos figos. Por isso, sempre que puderes, evita as auto-estradas. No GPS, basta optares pelo caminho sem portagens, que inevitavelmente vais encontrar estas dádivas da natureza.

Praia Dona Ana

Esta praia, localizada em Lagos, é uma verdadeira delícia. Acabámos por visitar duas vezes. Protegida pela Ponta da Piedade, quase não tem ondulação. Maravilhosa para umas férias de família com crianças, já que o mar é mesmo calmo. Na maré baixa é possível nadar um pouco e entrar em praias inacessíveis. O estacionamento não é fácil.

dona-anadona ana 1.png

Praia de Benagil

Para chegares a Benagil, tens de ir na direcção contrária. Podes aproveitar para conhecer a gruta mais famosa do mundo… e arredores 🙂 – O algar de benagil. De qualquer das formas a praia é linda. Pode-se subir pela escarpa do lado direito e observar os aventureiros a saltar a mais de 20 metros de altura. A Redbull ainda não encontrou spot para saltos acrobáticos. Por isso o máximo que vais ver são chapas de amadores.

benagilDCIM102MEDIA
dsc01351
Praia Castelos

Esta praia está situada entre a praia do Vau e da Rocha, as mais conhecidas de Portimão. Foi num daqueles dias de Verão, em que o calor fica, até as oito da tarde, a fazer força para continuarmos deitados na areia, que ficámos para ver o pôr do sol. Não estávamos sós. Dezenas continuavam a ir à água, a jogar à bola ou simplesmente a aproveitar os últimos momentos de luz.

dsc01277dsc01280dsc01240dsc01242dsc01263

Praia do Vau e Praia da Rocha

Como referi atrás, estas são as mais conhecidas de Portimão. Não cheguei a estender a toalha na Rocha. É demasiada confusão para mim. Passei lá, numa caminhada matinal, logo depois de deixar as coisas no areal. Quanto à praia do Vau, esta é bastante mais calma. Óptima para tomar aquele café da manhã, na esplanada, enquanto ainda está uma temperatura amena!

dsc01235dsc01281
DSC01287.JPG
2º Ria Formosa e a praia de Faro

Ter tempo livre nas férias permite sair da rotina e ter novas experiências. Através do Ciência Viva, aproveita para marcares uma actividade. Na época do Verão existem sempre programas gratuitos, que te permitem descobrir novas áreas de interesse. Os programas disponibilizados existem por todo o país, não só no Algarve. Nós fizemos a pesquisa e marcámos uma experiência de caiaque na Ria Formosa. O nosso guia foi um professor universitário que explicou a biodiversidade da Ria. Foi uma mini-aula, onde podemos aliar o desporto e o conhecimento. Excelente!

Depois desta actividade fomos à praia de Faro. Com pouquíssima gente, podemos estender as toalhas na praia à vontade, sem que ninguém estivesse em cima de nós. A água estava muito quente!

riaDCIM102MEDIA
3º Ponta da Piedade

A minha vontade de visitar este cabo nasceu quando vi uma fotografia de uma amigo, no Instagram. Realmente, tens de vir aqui e dar uma volta de barco para conhecer a Ponta da Piedade. Podes fazê-lo quando visitares a Praia Dona Ana, em Lagos. É fácil chegar até aqui. Toda a cidade tem imensos placards direccionais. A vista é maravilhosa.

DCIM102MEDIAdsc01298dsc01512-2dsc01513-2
4º Grutas de Benagil

O grande ex-librís do Barlavento são as grutas de Benagil, nomeadamente o Algar de Benagil. Uma enorme gruta, com uma abertura no topo. Já tinha escrito um post sobre este tema, mas deixo-vos o video e algumas fotos para se deliciarem com a visita.


dsc01378dsc01389

Taruga Benagil Tours


Numa extensão de vários quilómetros vão aparecendo grutas e praias na costa algarvia. Em Benagil está uma das grutas mais procuradas de toda a Europa – o Algar de Benagil. Uma Gruta escavada pela força do mar, com um olho no alto originado pela queda da galeria.
O Tour tem que ser marcado com alguma antecedência porque costuma ter bastante adesão do público. Quando se entra na praia, localizamos logo uma banca que vende os bilhetes e onde se fazem as marcações. Apesar da afluência, o staff era muito simpático.
Existem dois tipos de viagem (uma hora e uma hora e meia). A diferença está na possibilidade de permanecer dentro do Algar.
De qualquer das formas, este tour vale muito mais para além de observar apenas o Algar. Podemos ver praias dentro de cavernas, passagens por entre rochedos e praias quase desertas que aparecem pela viagem. O capitão do nosso barco também facilita o desfrutar da viagem, proporcionado momentos divertidos.
Um verdadeiro “must do”.
www.tarugabenagilcaves.pt
1h – 20€
1:30h – 30€
dsc01389dsc01423
dsc01351dsc01369dsc01378dsc01399

Praia da Falésia, recordações de infância.

Em 2015 demos um salto ao Algarve. Há uns anos que lá não ia.

O Algarve para mim é especial. No tempo em que era miúdo ia sempre passar umas semanas para lá. Anos e anos seguidos, fizeram com que olhe para estas praias como algo que é meu, e que me traz  boas recordações.

Acho que nunca é um destino mal empregue. O mar calmo, a comida, o nosso povo – é estar onde nos pertence. Não é como ir a um país qualquer, onde os primeiros dias se estranha a língua, os hábitos, o esforço por conter as emoções de estar num sítio desconhecido.

A praia da Falésia, perto de Albufeira, é completa. O areal é dos melhores. Não tem rochas e podes mergulhar à vontade, sem receio de te magoares. Por trás, abriga-te uma falésia de cores quentes (não te esqueças de respeitar a distância de segurança, pois existe o risco de derrocadas) e por perto podes encontrar comunidades piscatórias. É uma paisagem que não cansa.

DSC00757.JPG

Outras coisas que podes apreciar a partir desta é o pôr-do-sol ao fim da tarde ou conhecer outras praias. Chegas rapidamente à praia dos Olhos de Água, se caminhares para Oeste. Esta praia chama-se assim, porque da areia brota água doce, que é visível na maré-baixa. Basta procurares os pequenos lagos a borbulhar, principalmente junto às rochas do areal.

A partir da praia da falésia também podes alargar os teus planos e dar uma saltada a duas cidades mais “conhecidas” do Algarve – Albufeira e Portimão. Em Albufeira, a praia mais conhecida é a Praia dos Pescadores. É uma cidade completamente direccionada para o turismo e tanto durante o dia como durante a noite tens diversão garantida. Portimão é conhecida pela sua marina.

 

Umas férias pela agência de viagens Clube 2000.