Escapadela no Palácio da Pena

Este é um daqueles locais onde já tinha desejado estar, talvez picado pelas leituras da minha infância, onde a história puxava para estes cenários românticos. Numa ida a Lisboa, aproveitei por planear visitar o Palácio da Pena e a vila de Sintra. Alinharam-se os astros para um um dia lindíssimo e um sol quente de Outono.

dsc02856dsc02855dsc02841dsc02838dsc02837

O Palácio da Pena, tal como o conhecemos hoje, é símbolo do Romantismo (expressão artística do século XIX). Já foi uma capela, um mosteiro e residência de famílias reais. Hoje é um dos museus mais visitados de Portugal, com cerca de  700 000 visitantes por ano. Edificado no topo da serra de Sintra, a seus pés espraia-se a vila com o mesmo nome – Sintra. Num dia limpo, conseguimos ver Lisboa e toda a costa portuguesa ali perto. A toda a volta, desenha-se uma grande planície, como que destacando o próprio palácio na paisagem.

No museu podemos observar a decoração de vários espaços (Salão Nobre, Sala dos Veados, Sala Árabe, gabinetes, claustros….), pinturas, esculturas e, dada a riqueza dos objectos que ainda aí permanecem, imaginamos ainda o quotidiano do palácio, em outras épocas.

dsc02839dsc02841dsc02844

Depois de um passeio pelos jardins, nada melhor que uma descida à vila de Sintra. Acabamos por almoçar numa churrasqueira típica – Somos um Regalo, uns maravilhosos frangos de churrasco. Para sobremesa, demos um salto ainda a uma pastelaria conhecida na zona pelos doces típicos – Casa do Preto. Aproveita e delicia-te com os travesseiros de Sintra.

Saciados, arrancámos para um fim de tarde no ponto mais a Oeste do continente Europeu – Cabo da Roca e no Guincho.

dsc02873dsc02866dsc02858dsc02857

Dicas:

  • A fila para a aquisição do bilhete para o Palácio da Pena pode, por vezes exceder os limites da paciência. No entanto, acabei por comprar online, no site oficial, no próprio local e com desconto.
  • Bilhete adulto para o palácio e parque – 11,50€
  • Ao domingo, a visita ao palácio é grátis para residentes do município

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.