Ilha do Sal – 5 coisas que não podes perder!

A Ilha do Sal pertence a Cabo Verde. Sol Magnífico, praia de areia branca, mas o que mais me tocou foi a simpatia dos caboverdianos. São realmente super simpáticos e acolhedores.

1º Praia Santa Maria

Ficamos alojados no Riu Funana, a apenas 15 minutos a pé da principal praia da Ilha – Praia se Santa Maria. Tão bom, que tivemos de sair algumas vezes do resort, para aproveitar a água límpida e o movimento característico desta praia.

O pontão é o local de reunião de pescadores e turistas. Podemos ver peixes enormes a ser vendidos. Os maiores, já sem as cabeças, são motivo de curiosidade e informei-me que são vendidos assim porque as cabeças ficam para os pescadores que os capturaram. Nas imediações encontramos também algumas lojas para comprar umas lembranças. Ao fim da tarde, depois da escola acabar, os miúdos dirigem-se ao local e saltam do pontão tão naturalmente como se de um voo de uma ave se tratasse. Em suma, esta praia reúne condições maravilhosas, porque para além do que disse atrás, está protegida pela rebentação das ondas. Podes assim desfrutar de uma bom banho.

DSC02013.JPG

2º Nascimento de tartarugas 

Na ilha do Sal podes observar o nascimento de tartarugas. Existe uma ONG que identifica e protege a nidificação desta espécie, que poderia correr riscos. Ma praia do hotel é um desses locais e foi muito engraçado ver a pequenas a saírem dos ovos.

DSC01933.JPG

3º Visitar a capital da ilha Espargos e o mercado local

Visitar a ilha é fundamental e por isso compramos uma viagem guiada para dar uma volta e conhecer mais um pouco da cultura. A “capital” é um local onde se pode ver um pouco mais, sem ser na zona turística, que obviamente é muito trabalhada para agradar aos turistas. Em Espargos é possível ir aos mercados e ver frutas que não conhecemos. Também visitamos uma escola e aqui dou um conselho, para o qual não íamos preparados. Algumas pessoas do nosso grupo foram prevenidas com livros escolares, lápis e canetas. Se forem a Cabo Verde e tiverem a possibilidade de visitar uma escola, dêem este material aos alunos , pois sendo um país mais pobre, têm dificuldade em ter este tipo de artigos. E eles bem precisam.

DSC02416
 
4º Salinas dentro de um vulcão
Visitar as Salinas de Cabo Verde também tem de estar dentro dos teus planos. É destas salinas que se extrai o sal que se consome no país e formam-se porque existe apenas uma entrada de água para dentro deste vulcão inactivo. Como a entrada e saída de água é só uma formam-se as condições ideias para criar este lago de água muito salgada. É possível banharmo-nos e estar com os pés e mãos por tempos infinitos fora de água (ao mesmo) tempo dada a alta salinidade. No entanto é preciso teres alguma precaução, pois não te pode ir água para os olhos. Também nos foi dito para depois do banho não nos secarmos imediatamente, pois esta água tem propriedades boas para a pele.
DSC02475
5º Olho azul
Outro sítio que deves visitar na Ilha do Sal é o olho azul. Contar para quê?
DSC02398
E podia continuar a falar de outras maravilhas de Cabo Verde, como a cachoupa (prato típico), o Grogue (bebida típica), o pôr do sol entre outras coisas que podes fazer na pequena ilha do Sal.
 
Quando ir? 
De Outubro a Abril porque é menos ventoso.
Outras dicas

  • 1 Euro = 110 Escudos caboverdianos. Mas não precisas de levar, porque aceitam Euros. Ainda assim, se quiseres trocar dinheiro. fá-lo na recepção do teu hotel, porque não cobram comissões.
  • Se comprares um tour, pergunta ao teu guia para te levar a um sítio de recuerdos mais barato do que encontras na praia de Santa Maria.
  • Leva Protector Solar e não apanhes um escaldão.
  • As pessoas são super simpáticas e consegues trocar um bom dedo de conversa. No entanto, não te deixes vigarizar pelos senegaleses, que estando ilegais no país tentam vender todo o tipo de coisas.

Se optares por fazer seguro de viagem, lê o meu post e entra pelo meu link para obteres a tua apólice. Uma simulação a 12/07/2016, terias todas as coberturas por 88€ por casal.
 
 
 
 


3 thoughts on “Ilha do Sal – 5 coisas que não podes perder!

  1. Patricia Responder

    Bom dia , qual foi a escola que visitou ? E foi por um tour ou foi sozinho ? Gostava também de visitar uma escola e dar material . Obrigada Patricia

    1. João Oliveira Responder

      Bom dia Patrícia. Penso que a escola era em Palmeira, uma vila piscatória. Fomos de excursão com o Ulisses (Ulisses Lopes tours no FB). Aproveita!

  2. […] das viagens que mais me marcou, despertou os sentidos e me fez crescer foi Cabo Verde, em 2013. Em P... https://joaotiagoliveira.com/2019/10/17/aprenderviajando

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.